Homeopatia   .   Currículo   .   Publicações   .   Notícias   .   Contato  
Homeopatia

A Homeopatia é um sistema terapêutico que tem como base o princípio da semelhança enunciado por Hipócrates, no séc. IV a.C., e mais tarde sistematizada pelo médico alemão Christian Friedrich Samuel Hahnemannno séc. XVIII após observação clínica e experimentos realizados na época. Em 1810 publicou o Livro Organon que possui a base da homeopatia.

A chegada da homeopatia ao Brasil ocorreu em 1840, com a vinda de especialistas franceses, tornando-se rapidamente uma opção de tratamento à medicina oficial vigente. Em 1943, os Drs. Bento Müre e Vicente José Lisboa fundaram no Rio de janeiro o “Instituto Homeopático do Brasil”, e deste Instituto, originou-se o IHB (Instituto Hahnemanniano do Brasil), fundado em 1859. Em 1980 a homeopatia foi reconhecida como especialidade médica pela Associação Médica Brasileira (AMB) e, no ano seguinte, o Conselho Federal de Medicina (CFM) a incluiu na categoria de especialidade médica.

 

Os fundamentos da homeopatia são:

* Lei dos semelhantes – Toda substância capaz de provocar determinados sintomas em indivíduos sadios é capaz de curar estes mesmos sintomas em indivíduos enfermos.

* Experimentação no homem são – Um indivíduo sadio e sensível experimenta uma substância e conjunto de sintomas físicos e emocionais durante a experimentação são compilados formam o ‘perfil’ do medicamento.

* Doses mínimas – As ultradiluições das substâncias (medicamento dinamizado) são utilizadas com o objetivo de diminuir os efeitos tóxicos da substância original e potencializar seu poder curativo.

* Medicamento único – Deve-se usar apenas um medicamento de cada vez, esgotando a sua ação, antes de repetir o mesmo remédio na mesma ou em outras potências ou administrar outro remédio. Este medicamento deve cobrir a totalidade sintomática do paciente, nos seus mais amplos e completos aspectos. Este seria, portanto, o mais adequado para reequilibrar sua energia vital alterada.